JAIE

Categoria: Textos para páginas web Publicado em Segunda, 20 Maio 2013 Escrito por Super User

Jornada de Atualização em Informática na Educação JAIE (CBIE2013)

Coordenadora: Amanda Meincke Melo 

 

Os anais do Evento já podem ser conferidos no link: http://www.br-ie.org/pub/index.php/pie

 

 

Dia 25/11, entre 9h00 e 17h00

 

 

Título: Educação a Distância: a construção de competências docentes                                                         Autor(es): Patrícia Alejandra Behar (UFRGS), Maira Bernardi (UFRGS), Sandra Andrea Assumpção Maria (UNISINOS)

Resumo: A Educação a distância é uma modalidade que no decorrer dos anos ocupa espaços de destaque, principalmente no que tange a construção de práticas pedagógicas inovadoras e inclusivas. Neste processo, uma formação docente que prima por desenvolver o saber, saber fazer e saber ser é de extrema importância para que seja possível desenvolver o sujeito em todas as esferas, tanto pessoal, como social e cultural. Portanto, este texto visa discutir o desenvolvimento e/ou aprimoramento de competências docentes a fim de possibilitar a construção de estratégias de aprendizagem e a aplicação do planejamento pedagógico em diferentes contextos e públicos na Educação a Distância.

 

 

 

Título: Incrementando a interatividade em cursos Web via Moodle: examinando o sistema iTarefa com o iGeom Autor(es): Leônidas de Oliveira Brandão (USP), Patrícia Alves Rodrigues (USP)

 

Resumo: O foco deste minicurso são as atividades didáticas realizadas na World Wide Web (Web). Seu objetivo principal é apresentar aos participantes novas possibilidades para proporcionar maior grau de interatividade do aluno com o conteúdo em cursos apoiado pela Web. Para isso será apresentado o módulo iTarefa, um sistema livre que possibilita o gerenciamento de atividades interativas em ambientes Moodle. Neste minicurso serão demonstradas as funcionalidades básicas do iTarefa, inicialmente sob o ponto de vista do aluno e posteriormente sob o ponto de vista do professor, quando será ilustrado como criar uma aula com o iTarefa. O iTarefa dispõe de vários Módulos de Aprendizagem Interativa (iMA), mas no curso será concentrado em um único tópico, pontos notáveis num triângulo, empregando o sistema iGeom. Havendo tempo e interesse dos participantes, outros iMA poderão ser apresentados, como o iVProg ou o iGraf, respectivamente, para ensino-aprendizagem de conceitos introdutórios de programação e para o estudos de funções.

 

 

 

Título: Processo de construção de jogos para aprendizado                                                                              Autor(es): Roberta Mayumi Matsunaga (UNICAMP), Diogo Moreira Bispo (UNICAMP), Marcos Augusto Francisco Borges (UNICAMP)

 

Resumo: Este minicurso apresentará questões que devem ser consideradas quando um grupo inicial um projeto de construção de jogos para aprendizado. O trabalho se baseia, principalmente, na experiência do desenvolvimento dos jogos Hemotion e Daphnia Word desenvolvidos no Laboratórios de Aprendizagem e Gestão (LIAG). Entre os temas apresentado, destacam-se o envolvimento do usuários final no desenvolvimento da interface de jogos, a utilização de abordagens de Gestão de Projetos para a construção de jogo e o processo de seleção do paradigma de ensino e de uma plataforma de desenvolvimento de jogos educativos.

 

 

 

Título: Produção Tecnológica na IE: Prospecção e Propriedades Intelectual em Informática na Edução            Autor(es): Maria Augusta Silveira Netto Nunes (UFS)

 

Resumo: O empreendedorismo em mercados emergentes fruto de uma produção tecnológica nacional - herdada ou transferida de uma produção acadêmica – é um campo emergente e promissor que atualmente recebe incentivo e fomento governamental. Devido ao fato de ser um campo em expansão no Brasil, a comunidade acadêmica/empresarial muitas vezes não se encontra preparada e a comunidade de Informática na Educação (IE) não é exceção. Nesses termos, a comunidade de IE se apresenta com pouca informação e formação, principalmente, relacionada à fase intermediária entre a produção científica e a produção tecnológica e inovadora. Dessa forma, o papel do minicurso é de formação: pretende-se fornecer a operacionalização básica aos acadêmicos/profissionais de como prospectar a tecnologia, principalmente, em bases de patentes (produtos já existentes) e, assim, possibilitar ao produtor de tecnologia a busca de lacunas para que seus novos produtos efetivamente tenham potencial para concorrer no mercado nacional e internacional. Os produtos prospectados e criados na academia são o portfólio institucional da mesma, assim como a soma desses portfólios institucionais representa, em grande parte, o portfólio da produção tecnológica do Brasil, disponível nos indicadores nacionais/internacionais. A transferência de uma tecnologia é um passo posterior à operacionalização da criação de patentes de produtos baseados em tecnologias promissoras. Outro fator relevante, anterior á transferência de tecnologia, é a apropriação dessa tecnologia por quem é de direito, ou seja, os acadêmicos & instituição pública onde o produto foi concebido, completando a holística do círculo virtuoso (recurso que fomenta a produção acadêmica retorna à instituição de origem por meio de Royalties). Para a apropriação da tecnologia deve-se conhecer a legislação brasileira e internacional sobre Propriedade Intelectual relacionada ao produto. Neste sentido, esse minicurso visa prover o conhecimento necessário para possibilitar a aproximação dos criadores da tecnologia (academia) aos responsáveis por transformarem a tecnologia em inovação nos/dos processos produtivos (indústria/empresariado) operacionalizando os mercados emergentes no país e mundo.

Esse minicurso destina-se a acadêmicos (graduação e de pré-graduação), profissionais, professores e empresários interessados em compreender sobre Produção Tecnológica e Propriedade Intelectual no ramo de Informática e de Informática na Educação.

 

 

 

Título: Programando, criando e inovando com o Scratch: em busca da formação do cidadão do século XXI      Autor(es): Elaine Silva Rocha Sobreira (PMSBC), Olga Kikue Takinami (PMSBC), Verônica Gomes dos Santos (PMSBC - UFABC)

PMSBC - Prefeitura do Município de São Bernardo do Campo

 

Resumo: O minicurso “Programando, criando e inovando com o Scratch: em busca da formação do cidadão do século XXI” é destinado a profissionais da educação básica que desejam conhecer e trabalhar a linguagem de programação Scratch no Ensino Fundamental, com o intuito de desenvolver competências e habilidades necessárias para o novo perfil de cidadão atuante no século XXI. Terá dois momentos com propostas diferenciadas, sendo no primeiro, uma apresentação de possibilidades reais de desenvolvimento de projetos possíveis de serem viabilizados no ensino fundamental I, com socialização de práticas que utilizam outras interfaces aliadas à programação com Scratch (Arduino, Android e Makey Makey), com enfoque na acessibilidade. Já no segundo momento será proporcionada a utilização do programa.

 

 

Título: Sistemas de Recomendação de Recursos Educacionais: Conceitos, Técnicas e Aplicações                      Autor(es): Evandro Costa (UFAL), Janderson Aguiar (UFCG), Jonathas Magalhães (UFCG)

 

Resumo: Nos últimos anos tem-se observado um crescimento acentuado no volume de recursos digitais educacionais disponíveis na Web aberta ou mesmo em bibliotecas digitais privadas. Portanto, trata-se de um grande volume de recursos, tornando uma tarefa complicada para um usuário ter acesso ao que lhe interessa. Para abordar esse problema, surgiram recentemente os sistemas de recomendação personalizada. Entretanto, esse tipo de sistema precisa ser melhor disseminado para os usuários de recursos educacionais, a exemplo de estudantes e professores, pois ajudarão significativamente no desempenho de suas atividades. Neste minicurso, os conceitos e as principais técnicas e algoritimos de filtragem de informações serão vistos com aplicações a recomendação de recursos digitais educacionais, demonstrando na prática, a partir da ferramenta RecSalt, o potencial desse tipo de sistema. Almeja-se, com este minicurso, contribuir para o aumento do conhecimento dos professores e dos acadêmicos de informática na educação, visando à capacitação dos professores para a utilização de estratégias de recomendação no processo de ensino e aprendizagem, além do estimulo para os estudantes da área produzirem ferramentas de recomendação cada vez mais eficientes

 

 Revisores das Propostas

André Raabe

André Santanchè

Crediné S. de Menezes

Edson Pimentel

Fernando M. P. Freire

Fernando Campos

Joice Lee Otsuka

Junia C. Anacleto

Marcia Notare

Milene Silveira

Ricardo Azambuja Silveira

Rodrigo Banacin

Sandro da Silva Camargo

Seiji Isotani

Susana dos Reis

Susie de Araujo Campos Alcoba

Valguima Odakura

 

Revisosres de Textos Completos

Amanda Meincke Melo

André Raabe

André Santanchè 

Edson Pimentel

Joice Lee Otsuka

Sandro Camargo

 

 

JAIE / Orientações

 

A Jornada de Atualização em Informática na Educação (JAIE) tem como objetivo oferecer aos participantes do CBIE um espaço para formação continuada em Informática na Educação. Os minicursos da JAIE terão duração de 6 horas e oferecerão uma oportunidade única para acadêmicos de Informática na Educação, professores e profissionais da educação se atualizarem em temas diversos na área de tecnologia educacional com pesquisadores e profissionais com experiência comprovada na área.

Será publicado um livro que reunirá os textos de apoio preparados pelos autores de cada minicurso. Pretende-se, assim, organizar um livro de referência, com caráter didático, que colabore com investigações e/ou práticas na área de Informática na Educação.

Os autores de cursos selecionados, que desejarem, podem estender o curso na modalidade a distância. Para isso, será disponibilizada como alternativa uma instância do TelEduc, onde os autores poderão incluir informações sobre o curso, materiais de apoio, atividades etc. Os links para as áreas dos cursos, no TelEduc ou outra ferramenta selecionada pelos ministrantes, serão disponibilizados na página do evento.

Docentes, pesquisadores e profissionais interessados em submeter suas propostas devem fazê-lo conforme as instruções abaixo. É importante ressaltar que para atender aos objetivos da JAIE, as propostas com melhor classificação, além de terem um capítulo dedicado no livro, devem ser apresentadas como minicursos no evento.

 

Critérios de Avaliação

A seleção inicial das propostas da JAIE será realizada com base em um processo classificatório, decorrente da avaliação e discussão das propostas pelo comitê organizador. Os critérios de seleção incluirão:

  • competência demonstrada do(s) proponente(s) na área do curso;

  • qualidade da proposta;

  • maturidade do assunto proposto;

  • importância e abrangência do tema proposto;

  • curriculum vitae do(s) proponente(s);

  • distribuição dos assuntos em várias áreas da Informática na Educação;

  • aderência às instruções desta chamada.

 

Os critérios de revisão dos textos incluirão:

  • aderência à proposta do JAIE;

  • corretude técnica do texto;

  • qualidade da escrita: estilo, erros, estrutura do texto etc.;

  • qualidade das figuras, tabelas, equações etc.

 

Os autores dos trabalhos aceitos devem se comprometer a: incluir todo o material necessário para que a Editora possa gerar o livro corretamente; ministrar o curso durante o período do evento.

A Comissão se reserva o direito de rejeitar automaticamente trabalhos que apresentem problemas relacionados a algum desses critérios sem a necessidade de passar por revisores externos.

O não cumprimento dos prazos ou o não atendimento aos pareceres dos revisores acarretará na exclusão da proposta.

 

Restrições

  • Os autores que tiverem suas propostas aceitas devem se comprometer a trabalhar na edição do livro até que o mesmo seja publicado;

  • Cada proposta dever ter, no máximo, três autores;

 

Formato para submissão do resumo da proposta

As propostas deverão seguir a estrutura abaixo. O texto das propostas deverá ser submetido na forma de um único arquivo em formato PDF via JEMS. Os autores devem utilizar o modelo sugerido pela SBC para a submissão da proposta inicial.

 

1. Primeira Página - dados de identificação (uma página)

  • Título;
  • Autor(es) (instituição de origem, e-mail, link para o lattes e CV resumido);
  • resumo em português de até 300 palavras.

 

2. Dados gerais (uma página)

  • Público-alvo, por exemplo: professores e profissionais da Educação Básica, acadêmicos de Informática na Educação etc.;
  • Meta e objetivos educacionais: indicar quais as habilidades a serem desenvolvidas nos leitores e participantes do minicurso;
  • Tratamento dado ao tema, por exemplo: teórico ou prático, apanhado geral de resultados ou aprofundamento em aspectos específicos, apresentação ou comparação de tecnologias, formação de novas habilidades ou informação, entre outros.

 

3. Estrutura detalhada do texto (até 8 páginas)

  • o texto de cada curso constituirá um capítulo do livro e deverá  conter seções e subseções;
  • cada seção e subseção deverá ter uma descrição sucinta do seu conteúdo de maneira que seja possível avaliar o texto.

 

4. Bibliografia (até 2 página)

  • referências utilizadas na preparação do texto e do curso.

 

5. Material existente (opcional)

  • Exercícios, aplicações e outro material complementar já disponível. 

O texto completo do minicurso deve seguir a estrutura aceita na fase anterior, atendendo às críticas e às sugestões dos revisores e do comitê. Deve ser produzido utilizando Word da Microsoft (ou compatível).

O modelo a ser adotado é o de capítulos de livro da SBC.

 

Formato de submissão do texto completo

O texto completo do minicurso deve seguir a estrutura aceita na fase anterior, atendendo às críticas e às sugestões dos revisores e do comitê. Deve ser produzido utilizando Word da Microsoft (ou compatível).

O modelo a ser adotado é o de capítulos de livro da SBC. O arquivo do modelo está disponível no link:
http://www.sbc.org.br/index.php?option=com_jdownloads&Itemid=195&task=view.download&catid=32&cid=102

Na versão completa o texto deve conter entre 20 e 30 páginas.

Datas Importantes  

  • Submissão do resumo da proposta e do CV dos autores: 12 de Agosto de 2013
  • Notificação de pré-aceitação da proposta: 29 de Agosto de 2013 [prazo prorrogado]
  • Data limite para submissão do texto completo: 29 de Setembro de 2013
  • Conclusão da primeira fase de revisões e notificação de aceitação: 13 de Outubro de 2013
  • Submissão da versão revisada do texto completo: 27 de Outubro de 2013
  • Apresentação dos minicursos: 25-29 de Novembro de 2013

 

Tópicos de Interesse 

Os principais temas que nortearão o evento podem ser sintetizados da seguinte forma, não se restringido a eles:

  • Epistemologias e teorias da Informática na Educação;

  • Metodologias e técnicas da Computação aplicadas à Educação;

  • Novas tecnologias da Computação aplicadas à Educação;

  • Grandes desafios da Computação aplicados à Educação.

 

Acessos: 4451

As opiniões, hipóteses e conclusões ou recomendações expressas neste material são de

responsabilidade do(s) autor(es) e não necessariamente refletem a visão da FAPESP